Governo federal disponibiliza mais 500 mil testes de Covid-19 para MG; estado testa 8,5% da capacida

Atualmente, a capacidade é de 4.030 análises ao dia, mas estado realiza apenas uma média de 344.

Material de realização de teste RT-PCR, que detecta o novo coronavírus — Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

Dados do Painel de Insumos da Covid-19, do Ministério da Saúde, mostram que o governo federal disponibilizou a Minas Gerais, em julho, mais 500 mil testes PCR, que é o mais indicado para o diagnóstico de Covid-19. O estado testa somente 8,5% de sua capacidade.

Minas tinha recebido, até então, 165.640 testes PCR para Covid-19. Com a nova remessa, o total disponibilizado é de 665.640. A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informou que os novos testes devem chegar ainda nesta semana.

Ainda de acordo com a secretaria, para realização do exame de PCR são necessários dois kits, um para a primeira etapa (extração) e outro para a segunda etapa (amplificação). Os enviados pelo Ministério são apenas referentes à primeira etapa.

Pelo painel do Ministério da Saúde, Minas é o terceiro estado que mais recebeu kits para testagem. Fica atrás de São Paulo, que com cerca de 742 mil, e Curitiba, com pouco mais de 721 mil.

De acordo com o boletim epidemiológico e assistencial divulgado pela SES nesta quarta-feira (8), Minas Gerais tem capacidade de analisar 4.030 testes ao dia, mas a média atual é de 344 análises ao dia.

O G1 mostrou que, em maio, o estado era o penúltimo em realização de testes no Brasil. Em junho, caiu para o último colocado.

Entre as causas apontadas no boletim da SES para a baixa testagem estão a escassez de insumos e de profissionais. A Secretaria, no entanto, nega que haja falta de recursos humanos para atuar nas análises. Outro motivo seria o protocolo de testagem adotado pela pasta, que não testa, por exemplo, casos de sintomas leves de Covid-19.

Em Minas, só são testadas pessoas dos seguintes grupos:


  • Amostras provenientes de unidades sentinelas de Síndrome Gripal (SG) e Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG);

  • Todos os casos de SRAG hospitalizados;

  • Todos os óbitos suspeitos;

  • Profissionais de saúde sintomáticos (neste caso, se disponível, priorizar Teste Rápido e profissionais da assistência direta);

  • Profissionais de segurança pública sintomáticos (neste caso, se disponível, priorizar Teste Rápido);

  • Por amostragem representativa (mínimo de 10% dos casos ou 3 coletas), nos surtos de SG em locais fechados (ex: asilos, hospitais, etc);

  • Público privado de liberdade e adolescentes em cumprimento de medida restritiva ou privativa de liberdade, ambos sintomáticos.

  • População indígena aldeada.

Veja Mais
Siga "VITRINE MAIS"
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Google Places Social Icon
Banner Store 10-12-20.jpeg
logo site.png
038 - 3676-7630
038 - 988089166

© 2016 Afonso Almeida Videocomunicação Ltda - CNPJ 02.524.026/0001-64 - por Kalléo Pinheiro - Agência Mais

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon