top of page

Governo decide reeditar MP do Contrato Verde e Amarelo, diz fonte


Por Lisandra Paraguassu e Maria Carolina Marcello


BRASÍLIA (Reuters) - O Palácio do Planalto tomou a decisão de reeditar a Medida Provisória do Contrato Verde e Amarelo, que reduz encargos trabalhistas em contratações de jovens e maiores de 55 anos e perde a validade a partir de terça-feira, de acordo com uma fonte palaciana.

Apesar de interpretações contraditórias dentro do próprio governo sobre a validade de reeditar a MP, mesmo ela tendo sido editada em novembro de 2019 —ou seja, na legislatura passada—, o governo tomou a decisão política de fazer a reedição depois de o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), ter sugerido a medida em seu Twitter na noite de domingo.

O texto foi aprovado pela Câmara, mas Alcolumbre decidiu na semana passada retirá-lo de pauta porque considerou que os senadores não tiveram tempo suficiente para analisá-lo. Esta segunda é o último dia de validade da MP.

Siga "VITRINE MAIS"
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Google Places Social Icon
Veja Mais
bottom of page