Cargill reduz produção de carne bovina em unidade no Canadá devido a casos do coronavírus

Unidade se junta a uma lista de dezenas de outras plantas na América do Norte fechadas ou com cortes de produção devido à pandemia.

Fábrica da Cargill — Foto: REUTERS/Denis Balibouse


A Cargill reduziu a produção em uma das maiores unidades de processamento de carne bovina do Canadá, disseram a empresa e sindicatos do setor nesta terça-feira, depois de dezenas de trabalhadores contraírem o novo coronavírus.

O braço canadense da empresa norte-americana de agronegócios hibernou temporariamente seu segundo turno de produção em High River, Alberta, na segunda-feira, de acordo com o porta-voz Daniel Sullivan.

A unidade se junta a uma lista de dezenas de outras plantas na América do Norte fechadas ou com cortes de produção devido à pandemia.

A medida ocorre depois de trabalhadores solicitarem --sem sucesso-- que a planta e outras duas empresas de processamento de carnes em Alberta fossem fechadas por duas semanas, em meio a preocupações com a segurança dos funcionários, disse Tom Heese, presidente de um sindicato local.

Mais de 35 trabalhadores da fábrica da Cargill testaram positivo para o coronavírus, segundo ele.

O sindicato afirmou que a planta, que produz mercadorias para o McDonald's, está abatendo agora 1.500 cabeças de gado por dia, versus cerca de 4.500 anteriormente.

A Cargill tomou medidas para aumentar a segurança enquanto se mantém operacional, como a aferição da temperatura de funcionários, o distanciamento social e intervalos maiores, disse o chefe da divisão de proteína da empresa na América do Norte, Jon Nash, em comunicado.

Veja Mais
Siga "VITRINE MAIS"
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Google Places Social Icon
Banner Store 10-12-20.jpeg
logo site.png
038 - 3676-7630
038 - 988089166

© 2016 Afonso Almeida Videocomunicação Ltda - CNPJ 02.524.026/0001-64 - por Kalléo Pinheiro - Agência Mais

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon