Caminhão da prefeitura de Unaí sem licenciamento se envolve em acidente com carros



Um acidente envolvendo dois carros de passeio e um caminhão da prefeitura de Unaí, no Noroeste Mineiro, foi registrado no final da manhã, desta terça-feira (25).

A batida foi na região central e o motorista de um carro branco não teria parado no local indicado pela sinalização do local, quando acabou provocando o acidente.

Com o impacto da batida o carro branco acabou batendo em um outro carro que estava estacionado em uma das ruas.

Segundo a Polícia Militar (PM), ninguém ficou ferido.

No local foram feitos testes do etilômetro que constata a presença de álcool no sangue. Os testes apresentaram resultado negativo para os dois motoristas.

O caminhão da prefeitura ficou retido devido ao fato do motorista não estar com o licenciamento do veículo referente ao ano de 2017.

A prefeitura enviou uma nota informando que a irregularidade que motivou a retenção do caminhão é ausência de licenciamento. O licenciamento não foi expedido pelo DETRAN à Prefeitura, porque consta para o veículo uma multa do ano de 2013. Veja a nota na íntegra:



1) – O caminhão foi recentemente transferido administrativamente da Secretaria de Obras para a Secretaria de Agricultura e Serviços Rurais.


2) – Estava se deslocando para a Delegacia de Polícia Civil, com vistas a ser submetido a vistoria para a necessária regularização de sua situação para mudança de placa.


3) – Os levantamentos preliminares apontam para o fato de que não foi o condutor do caminhão que deu causa ao acidente. O condutor de um dos veículos já informou o acionamento do seguro para cobertura dos prejuízos inclusive do setor público.


4) – A irregularidade que motivou a retenção do caminhão é ausência de licenciamento. O licenciamento não foi expedido pelo DETRAN à Prefeitura, porque consta para o veículo uma multa do ano de 2013.


5) – O entendimento do Tribunal de Contas é que o motorista infrator é quem deve pagar a multa do veículo oficial. Caso isso não ocorra a cobrança vai recair sobre o prefeito, que deve pagar do próprio bolso.


6) – Há muitos veículos da prefeitura com multas atualmente. Foram instaurados processos administrativos com vistas a identificar os motoristas da época responsáveis pela infração, a fim de que sejam notificados a pagar as multas. Para este ano, quando o motorista não for identificado pelo secretário da pasta, a responsabilidade pelo pagamento vai recair sobre o secretário.


7) – Nos casos em que não for possível identificar o motorista responsável pela multa nas infrações do ano passado, e anos anteriores, a prefeitura vai pagar, mas justificando a impossibilidade de determinar o motorista responsável. Os órgãos competentes é que tomarão as medidas necessárias ao ressarcimento aos cofres públicos com esses valores destinados ao pagamento de multas.

Veja Mais
Siga "VITRINE MAIS"
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Google Places Social Icon
Banner Store 10-12-20.jpeg
logo site.png
038 - 3676-7630
038 - 988089166

© 2016 Afonso Almeida Videocomunicação Ltda - CNPJ 02.524.026/0001-64 - por Kalléo Pinheiro - Agência Mais

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon