Carne sem osso inicia ano em queda



Mercado de carne bovina sem osso em queda no atacado. Apesar da crise econômica, a população tende a “gastar” mais no final do ano e isso acaba “carregando” dívidas para janeiro. Quando a isso se associa o pagamento dos impostos deste período, está completo o quadro de pouco estímulo para as vendas.

E, especialmente em 2017, há toda a inércia dos meses de encolhimento da atividade econômica do país e de seus efeitos diretos para a população.

No acumulado dos últimos sete dias a desvalorização dos cortes foi de 0,5%, em média. Em 2016, por exemplo, a carne começou sendo vendida por preços 1,65% maiores que os atuais. E, de lá para cá, se foram quase 7,0% de inflação.

Mas, a queda mais forte veio da carne com osso, 4,5% em uma semana. Esse produto tem um prazo de estocagem menor, tornando os negócios entre varejistas e indústrias mais frequentes. Isso “passa para o atacado” um sentimento “mais imediato” do que está ocorrendo com o consumo.

Em resumo, o cenário para o restante do mês começa a ser desenhado e não há indícios de melhora das vendas. Se a oferta de boiadas aumentar, principalmente em função do descarte de fêmeas que sairão da estação de monta e de boiadas que não foram confinadas em 2016, pode haver uma combinação baixista no mercado.

Veja Mais
Siga "VITRINE MAIS"
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Google Places Social Icon
logo site.png
038 - 3676-7630
038 - 988089166

© 2016 Afonso Almeida Videocomunicação Ltda - CNPJ 02.524.026/0001-64 - por Kalléo Pinheiro - Agência Mais

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon